Notícia

GESTÃO DA SAÚDE APÓS A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Postado em 25/06/2020

O que podemos esperar na saúde, após a pandemia do coronavirus?

O SUS é reconhecido mundialmente como o maior sistema público de saúde do planeta, entretanto responde por apenas 45% dos recursos utilizados no setor. A pandemia da Covid-19 permitiu evidenciar alguns pontos positivos e negativos do SUS:

Pontos Positivos:

• a atuação elogiável das vigilâncias;
• a preocupação com a produção da vacina para o coronavírus;
• a discussão de protocolos sobre a medicação mais apropriada para cada fase da doença e busca garantir insumos, nem sempre com sucesso, tanto para o tratamento da doença quanto para a segurança dos trabalhadores da saúde e dos cidadãos.
• a capacidade de resposta do SUS em termos de informação epidemiológica.

Pontos Negativos:

• a desigualdade de disponibilidade dos serviços e infraestrutura entre os setores público e privado com injusta disparidade entre disponibilidade de recursos para quem possui acesso a planos de saúde e para quem apenas conta com o SUS.
• Os dados epidemiológicos informados pelos serviços não são atualizados com a frequência desejada, induzindo os tomadores de decisão a equívocos, além da falta de testagem dos casos suspeitos
• Embora a capacidade de processar os exames seja grande e tecnicamente apropriada, foram detectadas oportunidades de aprimoramento nos fluxos, que começam na coleta e identificação dos exames e no seu transporte.
• O modelo de governança do SUS é gerido pelo pacto federativo, em que os secretários municipais não são subordinados aos estaduais, que, por sua vez, não são subordinados ao ministro da Saúde. Em uma situação de normalidade isso é positivo, entretanto, com a pandemia, houve o aumento de urgências e emergências, refletindo em dificuldades de acesso em algumas regiões do país, aos serviços de alta complexidade
• Durante a pandemia houve perda de material coletado, por inadequação de identificação, por coleta ou armazenagem incorretas, ou por transporte em condições aquém das desejadas
• a existência de protocolos não é suficiente, principalmente quando se age de forma rápida e improvisada, com o intuito de responder a urgências.

Oportunidades de melhorias após a pandemia

Acima de tudo, consolidar os aprendizados obtidos e lembrar que no cenário da saúde nacional a preocupação não deve considerar apenas o coronavírus, mas a dengue, chikungunya, hanseníase, zika, tuberculose, sífilis, gravidez na adolescência, câncer, obesidade, depressão e hipertensão, etc, pensar em ações como:
• planejamento da formação e da educação permanente de técnicos e profissionais para gestão e assistência em saúde, bem como os critérios nacionalmente justos de alocação desses trabalhadores
• planejamento quanto aos aspectos logísticos do processo, incluindo a construção e qualificação de leitos com equipamentos e instalações adequados.
• Melhorias na disponibilidade dos serviços mediante uma regulação regionalmente coordenada, para oferta de acesso mais justo perante as necessidades, mediante um mapa de recursos disponíveis, para onde fossem direcionados os pacientes em função do mais adequado para eles.

Fonte: GVEXECUTIVO • V 19 • N 3 • MAIO/JUN 2020 11 | | POR ANA MARIA MALIK, GONZALO VECINA NETO E WALTER CINTRA FERREIRA JR.


Voltar

Agenda


Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sáb
Dom

Receba nossa Newsletter

Mantenha-se informado sobre as notícias mais interessantes do nosso meio, assim como as novidades e agendamentos de cursos e palestras da Province Saúde.


Outras Notícias

Versão do Padrão TISS de Junho com inclusão de novo exame para o COVID

O Estado do Paraná adota medidas mais restritivas para conter avanço da Covid

O novo decreto 4.942/2020 do governador Carlos Massa Ratinho Junior foi publicado em 30 de junho, passando a valer em 01/07/2020.
Saiba mais

ANS divulga os dados de abril /2020

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou em 10/06 os dados dos planos de saúde relativos ao mês de abril em seu sítio eletrônico por meio da ferramenta “Sala de Situação”.
Saiba mais

15 de junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa